terça-feira, 7 de julho de 2009

Obrigada

Obrigada pela desilusão... do não sentir.
Ser adulta chega a ser insurpotável. As pessoas estão muito preocupadas com o seu ego, com não perder a sua liberdade, com não ser controladas, com não ser vigiada.
Chega a ser irônico em um mundo de reality shows.
Obrigada por desfazer dos sentimentos em pró da liberdade.
Obrigada pelo reconhecimento do não sentir.
Obrigada por mostrar o quão pesada pode ser a vida.
Obrigada pela descrença humana.
Obrigada por não acreditar...
MÁGOA QUE RESTA EM CENA.

Sigo...tranquilamente a caminhada segue em busca do EQUILÍBRIO e na crença do AMOR.

Ainda, libertando-se da liberdade.

"Violar um princípio é muito mais grave do que transgredir uma norma" (Direito Administrativo)

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Deleuze

Quando se trabalha, a solidão é, inevitavelmente, absoluta. Não se pode fazer escola, nem fazer parte de uma escola. Só há trabalho clandestino. Só que é uma solidão extremamente povoada. Não povoada de sonhos, fantasias ou projetos, mas de encontros.