quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Vida de Viver

VIDA VINDA
Bela Vida
De Vindas
De Idas
Com Palavras
CEM Palavras
Que Entoam
E Distoam
O NOSSO Viver!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Drummond para um ótimo 2009

Receita de ano novo



Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)



Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.



Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

"Não tenho medo do mundo"

Mas o mundo tem medo de si.
O mundo sonha com a "Calma sem Alma".
Guerras para manter ideologias já mortas.
Manteremos os fantasmas ideológicos de uma sociedade que abandona o AMOR pela Dor.
A DOR de mantermos o SONHO de SERMOS CRIADORES/AS, não queremos nos submeter ao AMOR de SERMOS CRIATURAS.
Ao Amor da Natureza, da simplicidade do viver.
Queremos a Dor de TER, mas não sabemos PERDER.
"Ter é substancial. Perder é libertador".
Libertar-se dói. Talvez o melhor nem seja libertar-se, porque a Liberdade pode Ser a maior das Prisões.

Refém da Liberdade.

Que liberdade?
Da Alma?
Do Corpo?
De SEr?
De ESTar?

Livre-se da Liberdade!!!
"Rio à beça de TUDO ISSO"

Escutando

Escuto a sua música e algo muda dentro do meu Ser.
O mundo está um caos.
Meu coração está um caos.
E aí encontro a sua música e alguma coisa acontece dentro do meu SER.

Quem és?
Quem sou?
Quem somos?

Sempre te olhei.
Sempre te olharei.

Ouvindo as batidas da sua Pic up.
Imaginando coisas.
Sonhando.
Simplesmente sonhando.

Eu sonho contigo.
Os palestinos sonham com a Terra.
Os Israelenses não sonham.

E você? Sonha?
Com o quê?

Sonhos que se concretizam na batida do meu coração.
Sonhos que se materializam na batida do seu SOM.
Sonho e TE espero em meus Sonhos.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

DELete

Amor virtual é bom, quando acaba é só apertar a tecla DELETE.

domingo, 4 de janeiro de 2009

Aprendizado

Experimente dizer e eu experimento escutar.